Publicado por: Thiago Césare | setembro 26, 2011

Orgânico x Ecológico

Garopaba (muito sono, mas postando) Confúcio dizia que antes de iniciar qualquer discussão é preciso alinhar conceitos.

Hoje percebi que os termos orgânico e ecológico são sinônimos entre a grande maioria dos consumidores, produtores e certificadores. Sítio orgânico tal e tal, feirinha ecológica fulaninha e assim por diante.

Pois bem, os dois termos não são sinônimos e designam (ou deveriam designar) duas coisas bem diferentes.

Orgânico refere-se ao alimento que não recebeu adubação química, agrotóxicos ou herbicidas durante sua produção. Lembro que há diversos órgãos certificadores, incluindo aqueles formados por produtores, e seus critérios para atestar a “organicidade” de um produto podem variar.

Ecológico é a forma adjetiva do substantivo ecologia, termo com origem no grego oikos, que significa casa, e logos, estudo. A ciência que estuda a casa e todas as interações nela existentes, sejam animais, vegetais, minerais, hídricas, eólicas, solares, geológicas e por aí afora.

Feito o alinhamento conceitual, pode-se chegar à conclusão de que o alimento orgânico não necessariamente é ecológico, apesar de, potencialmente, ser uma prática de transição entre o convencional e este último.

Quem já teve oportunidade de visitar propriedades orgânicas e tem alguma noção de agricultura convencional sabe que é significativo o número de produtores que apenas abandonaram o veneno, mas continuam fazendo o resto totalmente igual: empobrecendo e erodindo o solo, drenando os recursos hídricos e diminuindo a biodiversidade local. E isso, definitivamente, não é ecológico.

O produtor digno de ser chamado de ecológico, ou seja, aquele que prioriza em sua produção a manutenção e multiplicação da biodiversidade e suas infinitas formas de interação, é minoria absoluta, infelizmente.

Muito produtores orgânicos poderiam ser elevados à categoria de ecológicos numa “canetada”, caso houvesse políticas agroecológicas sérias e operantes. Mas não quero achar culpados nem politizar a questão. Só queria mesmo, como sempre me diz Confúcio, alinhar conceitos.

Anúncios

Responses

  1. Grande TC! muito bom o blog! Fico feliz pela sua jornada… mas lembre-se sempre do caminho de volta pro cerrado para compartilhar suas experiências aqui conosco!

    Aproveito para trazer mais informação ao alinhamento de conceitos. O termo “orgânico”, na verdade, foi criado com a concepção holistica em que hoje é citado como “ecológico” ou “agroecológico” porém usurpado e encolhido ao longo dos anos pelas leis, principalmente pelo U.S.D.A. O termo orgânico surgiu em um livro “an agricultural testament” de “Sir Albert Howard” em 1940. O livro foi resultado de 30 anos de pesquisas dele na Índia com a produção de alimentos de forma alternativa à proposta do alemão Justus von Liebig da “química e suas aplicações na agricultura”.

    Fonte: “O Dilema do Onívoro” de “Michael Pollan” (o livro que realmente mudou minha vida)

    Forte abs e luz no caminho!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: