Publicado por: Thiago Césare | setembro 30, 2011

Composteira de baldes de margarina

Baldes de margarina de 15kg

Garopaba (fechando o tempo) Temos aqui um baita acervo compilado por um irmão nosso lá do Cerrado, o Pedro (nunca sei o sobrenome de meus irmãos!) Uma vastidão, desde projetos de cisternas à cartilhas agroflorestais. Dava para passar um ano namorando tudo. E o Pedro autorizou compartilhá-lo. Então, aqui e ali, vou pingando o material.

Furos maiores nos dois baldes superiores

Para começar, uma composteira doméstica que achei super genial, com materiais 100% reutilizados. É fácil encontrar esses baldes em restaurantes. Duas tampas devem ter seu interior cortado para funcionar como anel de vedação, enquanto a terceira, que fecha o conjunto, deve ser perfurada apenas para permitir a respiração. Os dois baldes superiores dever possuir furos maiores no fundo, para a passagem das minhocas.

A tampa também deve ser furada para que o conjunto respire

O balde da base, sem furos, receberá o churume, ou biofertilizante, que pode ser utilizado como adubo foliar.

Comece preenchendo o balde do meio, sempre com duas porções de carbono (folhas secas) para uma porção de nitrogênio (restos de alimentos). De tempos em tempos, misture o composto para aerá-lo e verifique a umidade, nem seco, nem molhado demais.

Quando encher o balde do meio, inicie o superior. Caso você queira obter húmus, é preciso adquirir as minhocas da espécie vermelha californiana ou gigante africana. Se você usar minhocas do seu jardim, elas não realizarão o serviço a contento.

Não tenho os créditos do inventor, mas registro meus parabéns pela criatividade!

Anúncios

Responses

  1. Olá Pessoas.
    Gratidão pelo compartilhamento e carrinho.
    Os créditos são do conhecimento universal (e das minhocas, claro), eu só sintetizei e disponibilizei no meu blog: cadicominhocas.blogspot.com.
    Qualquer dúvida, me escrevam.

    Buenas ondas pra todos.

  2. […] graduando em Gestão Ambiental e permacultor engajado lá de São Paulo. Outro dia publiquei um post sobre uma composteira feita a partir de baldes de margarina que tinha em meus arquivos, mas infelizmente sem a referência de fonte. Pois bem, a composteira e […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: