Publicado por: Thiago Césare | outubro 7, 2011

Cacaubate (chocolate vivo)

Abacate, cacau, mel e uma bocona cheia de saúde!

GAROPABA (doce infância) Alguém aí duvida que este cacaubate aí do lado está muuuuuuuuuuuuito bom?

Com dois anos e dois meses, a Surya nunca provou chocolate ou doces com leite, derivados e açúcar branco. Mas doce é um sabor abundante em sua vida. Para nossa alegria, ela adora tudo o que fazemos! Docinhos e tortas, crepes e brownies, mousses e cremes… Tudo vivo, sem açúcar e sem leite.

Segundo Dr. Márcio Bontempo, todo o açúcar refinado é excessivo e desnecessário. É uma dose de glicose além das necessidades bioquímicas do corpo, se for levado em conta que 100 por cento dos carboidratos (cereais, açúcar das frutas, etc.) transformam-se em glicose. Somado a esta informação, sabemos ainda que o açúcar é descalcificante, desmineralizante, desvitaminizante e empobrecedor metabólico, sendo caracterizado como um “antinutriente”.

O cacaubate, ou abacacau, ou simplesmente chocolate vivo, é um dos nossos favoritos. A receita é super simples, mas para obter um resultado estupendo é necessário um liquidificador potente. Caso seu equipamento seja mais simples, elimine o cacau em grão e utilize apenas o pó puro.

O resultado é uma mousse incrível!

A qualidade dos ingredientes também é fundamental. Não perca tempo nem abacates com esses cacaus vendidos em caixinhas. Utilize cacau puro de um fornecedor sério ou, melhor ainda, grãos inteiros desidratados de cacau. Temos um fornecedor vitalício na Bahia. E aceitamos encomendas.

O mel também é crucial. Sempre temos um mel crú de cipó lá de Pirenópolis, Goiás. Ele é bem clarinho e tem o sabor suave como uma pluma. Mais uma vez, fuja do mel industrializado.

Ingredientes: 1 abacate grande bem maduro, 1/2 xícara de cacau em grão desidratado sem casca, cacau em pó (opcional para quem usar os grãos) e mel a gosto.

Preparo: Com o auxílio do pilão do liquidificador, bata o abacate e depois adicione o cacau em grão e o mel até obter uma mousse. O cacau em grão é bem amargo e se você quiser obter uma cor mais escura utilize o cacau em pó.

Atualizando: A Chaiane de Governador Celso Ramos, SC (uma das primeiras seguidoras deste blog), comenta que adoça seu cacaubate com melado de cana, pois não consome mel por ser vegana. Outra opção é utilizar tâmaras, mas aí só é possível obter uma textura de mousse com um liquidificador profissional, como o Vitamix. Uvas passas pretas também são outra opção, além de xarope de plátano e mel de agave (adoramos este último, porém ele é pasteurizado, daí o doce não pode ser considerado totalmente vivo). Postaremos em breve uma reflexão sobre a questão nutricional de açúcares veganos.

Anúncios

Responses

  1. Uhuuuu! Eu adoro esta receita! Mas como somos veganos eu utilizo melado (também procuro que seja de boa procedência, sem conservantes e etc) e adiciono um pouquinho de suco de limão que fica uma delícia (dica da minha avó)!!!!
    E VIVA OS DOCES SEM AÇÚCAR!!!!

    Este doce fica delicioso se acompanhado por um delicioso creme de damasco (apenas hidratado e batido no liquidificador)…. uma combinação de cor e sabor perfeitos!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: