Permacultura

“Viva como se fosse morrer amanhã.

Faça uma agricultura como se fosse viver para sempre.”

Josen Clay

O estilo de vida do homo sapiens contemporâneo, em especial sua alimentação e sua forma de habitar o planeta, estão comprometendo casa vez mais a saúde dos recursos naturais de nosso planeta.

Drenamos rios e jazidas de minérios para construir nossas habitações. Poluímos bacias hidrográficas e oceanos com nossos esgotos, nosso lixo e dejetos industriais. Erodimos,  desertificamos e envenenamos o solo com as práticas da agricultura convencional, dependente de fertilizantes químicos, agrotóxicos e herbicidas. Derrubamos florestas e extinguimos ecossistemas inteiros para criar gado ou plantar culturas (como a soja) com a finalidade primária de alimentá-lo. Entupimos nossa atmosfera com gases venenosos e continuamos acreditando que a extração de petróleo em nada afeta os movimentos tectônicos que causam terremotos e tsunamis.

Não precisa ser nenhum cientista para deduzir que o nosso estilo de vida é insustentável. E, por mais clichê que soe, quem vai pagar a conta são nossos filhos e netos.

Se queremos perpetuar a existência de nossa espécie humana neste planeta, precisamos mudar. Claro, há fatores dos quais não temos qualquer controle, mas somos, sim, tremendamente responsáveis por muitas transformações que o planeta está vivendo. A boa notícia é que temos a opção de fazer diferente.

A Permacultura foi a resposta que mais sintetizou nossos anseios de ação.

Estrutura de bambu, Colômbia

Ao invés de defender a criação de parques e reservas fechadas ao ser humano e restringir o uso dos recursos naturais do planeta, ela nos quer em florestas, savanas, caatingas e até desertos, utilizando todos os recursos disponíveis, MAS de um modo que nossos filhos, netos, bisnetos e seus descendentes possam viver da mesma forma, respirando o mesmo ar, bebendo a mesma água e desfrutando das mesmas riquezas.

O projeto Camiño Vivo quer conhecer pessoas e experiências que estejam comprometidas com a promoção desta cultura permanente, aprender com elas e colaborar para a disseminação deste saber.  Procuramos bioconstrutores, produtores orgânicos, agrofloresteiros, composteiros, institutos, cooperativas e todos que tenham algo a compartilhar.  Se você é um deles, entre em contato!

Eu, Thiago, fazendo algo que amo: manejo de agroflorestas.

Ao mesmo tempo, também queremos oferecer aquilo que já temos na bagagem, em especial nas áreas de compostagem, produção de húmus, sistemas agroflorestais e canteiros para a produção do Suco Verde na forma de oficinas, cursos, consultorias ou no simples conviver. No tópico Oficinas Oferecidas você pode conhecer tudo o que podemos oferecer a você, seu grupo, centro ou instituição.

Esperamos que o Camiño Vivo cruze com outros tantos caminhos que nos conduzirão a uma nova e permanente cultura.

Aho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: